CNH Social: como fazer

Confira os procedimentos e veja o que é necessário para fazer a CNH Social

No Brasil, o preço para tirar a tão sonhada carta, ou CNH, é considerado muito alto e pouco acessível para pessoas com uma renda menor. Por conta disso, muitos jovens e adultos acabam não realizando esse sonho e não aprendem a dirigir.

Então, foi pensando nisso que, em 2011, o Governo Federal criou o programa CNH Social, que promove o acesso de pessoas de baixa renda à carteira de habilitação. O projeto beneficia aqueles que não possuem condições financeiras para arcar com todo o processo de emissão da CNH.

Desde sua criação, muitos jovens e adultos tiveram a oportunidade de tirar uma carteira de habilitação, além de conseguirem realizar a renovação da carta e a alteração de categoria para outra de sua preferência.


CNH Social como funciona

O programa CNH Social disponibiliza nove mil vagas em todo o país para que todos tenham a oportunidade de tirar uma habilitação.

Embora seja um projeto do Governo Federal, a CNH Social também depende da aprovação do Detran de cada estado – e é por isso que o programa não funciona em todo o país.

Dessa forma, o Governo, junto ao Detran, determina através de um processo seletivo quais serão os beneficiados com a CNH Social.

Quer saber mais sobre como o projeto CNH Social funciona e o que é preciso para fazer parte dele? Então continue lendo este conteúdo e fique por dentro de tudo.


CNH Social quem tem direito

Como mencionado anteriormente, o programa é destinado para pessoas de baixa renda que não possuem condições de tirar uma CNH. Sendo assim, o processo seletivo – que é feito pela internet – propõe alguns requisitos para definir quem serão os beneficiados das nove mil vagas disponibilizadas ao ano.

A CNH Social não se limita a jovens e pode atender adultos que se encaixem nas categorias abaixo:

  • Pessoas de baixa renda, com ganho mensal bruto de até dois salários mínimos;
  • Desempregados e pessoas sem registro na carteira;
  • Pessoas que participem do programa social Bolsa Família;
  • Estudantes da rede pública com rendimento escolar exemplar;
  • Agricultores rurais;
  • Ex-presidiários.

CNH Social onde fazer

Como o programa CNH Social também depende da aprovação do Detran de cada estado,  não são todas as regiões que oferecem esse benefício para pessoas de baixa renda.

Além disso, os requisitos de seleção e critérios que definem quem será beneficiado com a CNH Social podem variar de acordo com cada estado também. Por isso, é preciso estar atento às regras que se aplicam na sua região.

Alguns estados que oferecem o programa definem quem será beneficiado com o projeto através de sorteios. Já outros analisam os dados do Cadastro Único do Governo Federal para escolher aquele que ganhará a CNH Social, por exemplo.

Os Estado brasileiros que participam do projeto CNH Social são:

  • São Paulo;
  • Minas Gerais;
  • Espírito Santo;
  • Maranhão;
  • Paraíba;
  • Pernambuco;
  • Rio Grande do Sul.

No site do SEST SENAT (Serviço Social do Transporte e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte) existem mais informações sobre o programa e quais estados dão assistência à CNH Social, bem como dados sobre processos seletivos e datas de inscrição.


CNH Social inscrições

Para fazer parte do projeto CNH Social e ser beneficiado com a carteira de habilitação gratuita é necessário se cadastrar no processo seletivo SEST SENAT.

Atualmente, não existe nenhum edital para inscrição da CNH Social aberto. No entanto, para acompanhar quando as vagas serão disponibilizadas, basta ficar de olho do site do prestador de serviços de aprendizagem de transporte.

Como parte da organização do projeto, o Detran do seu estado também pode fornecer informações sobre a CNH Social e, até mesmo, abrir inscrições para vagas no programa.

Para conseguir uma CNH Social é preciso se inscrever no processo seletivo do seu estado – quando o edital for liberado pelo Detran ou SEST SENAT – e aguardar o resultado.

Os requisitos, que já foram citados acima, são os únicos critérios de avaliação para determinar quem será beneficiado com o projeto. Sendo assim, se você se encaixar nas modalidades que o programa aceita, é só fazer a sua inscrição e aguardar o resultado.

Durante a inscrição no projeto, o cidadão pode optar pelo tipo de categoria que deseja tirar a CNH Social – A, B ou AB, por exemplo.

Em suma, o projeto criado pelo Governo Estadual, junto ao Detran de todas as regiões do Brasil, tem o objetivo de oferecer a jovens e adultos a oportunidade de tirar uma carteira de motorista e, assim, melhorar de vida.

A CNH Social é um projeto de cunho comunitário que viabiliza novos caminhos para pessoas de baixa renda. O projeto é, de certa forma, uma porta de entrada para novas chances e oportunidades até mesmo no mercado de trabalho.

Se você tem interesse em conquistar uma CNH Social, fique de olho no Detran da sua região e não perca essa oportunidade!

Deixe um comentário